Notícias

Vídeo mostra exato momento que Lázaro Barbosa é carregado morto pelos policiais

Lázaro Barbosa foi morto nessa segunda-feira após troca de tiros com a polícia de Goiás. O serial killer não aceitou se render sem trocar tiros com a policia, e então a os policiais foram obrigados a revidar.

Um vídeo mostra o exato momento que Lázaro Barbosa é carregado morto pelos policiais. Veja abaixo: 

Foram 20 dias de caçada realizada por uma equipe de mais de 270 policiais. Com ajuda de varias tecnologias. Lázaro Barbosa é acusado de matar 4 pessoas de uma mesma família em Ceilândia no dia 9 de junho desse ano.  

A captura do serial killer foi difícil pois ele era um mateiro experiente, e conhecia muito bem a região.  A ficha criminal de Lázaro era extensa, desde estupro, roubos e assassinatos.

Confira a lista completa da sequência de ocorrências em busca de Lázaro desde o primeiro crime até sua captura realizada hoje; 

2007: Preso em Barra Mendes, na Bahia, pelo crime de duplo homicídio, mas fugiu da prisão depois de 10 dias.

2009: Preso no DF pelos crimes de roubo, estupro e porte de arma.

2013 Laudo aponta características de personalidade como “agressividade, ausência de mecanismos de controle, dependência emocional, impulsividade”.

2014 Passa para o semiaberto e é beneficiado com trabalho externo.

2016 Foge da unidade prisional do regime semiaberto.

Março de 2018: Lázaro é recapturado.

Julho de 2018: Foge do Presídio de Águas Lindas de Goiás (GO).

2019: Justiça expediu novo mandado de prisão.

26 de abril de 2021: Lázaro teria invadido uma casa no Sol Nascente.

17 de maio: fez uma família refém na mesma região.

9 de junho: teria cometido um triplo homicídio em uma chácara, no Incra 9, em Ceilândia (DF).

10 de junho: rendeu o proprietário de uma fazenda, a filha dele e o caseiro.

12 de junho: Polícia encontra corpo de vítima no Córrego da Cascalheira, localizado no meio da mata entre a BR-070 e a DF-180.

13 de junho: furtou um carro e o abandonou na BR-070, depois, ele continuou a fuga, pela mata.

14 de junho: Polícias do DF e de Goiás fizeram um cerco em 34 propriedades rurais da região e continuaram as buscas

15 de junho: fez três pessoas de reféns e atingiu policial no rosto com disparo de arma de fogo

Na quarta-feira (16), Lázaro Barbosa foi visto por um morador em uma área rural.

Na quinta-feira (17), a polícia retomou as buscas em matas da região e mudou a base de operação pela segunda vez. Houve nova troca de tiros e secretário de segurança pública acredita que ele esteja ferido.

Na sexta-feira (18), durante buscas o secretário de segurança pública disse que acredita ter visto Lázaro. Segundo PRF, ele foi visto em um chiqueiro durante a tarde, mas fugiu novamente para vegetação.

No sábado (19), a houve uma grande movimentação de policiais na região de Águas Lindas de Goiás depois que moradores afirmaram terem visto o suspeito pela região. Um deles chegou a contar que viu Lázaro em uma gruta.

20 de junho: as buscas por ele foram intensificadas por policiais civis, militares e federais. Foram usadas três aeronaves e cinco cães farejadores na caçada.

21 de junho: Pela manhã uma moradora denunciou que viu um homem, parecido com o fugitivo, passar por uma propriedade rural. Policiais e bombeiros com cães farejadores acompanharam a mulher para fazer uma verificação na área. Militares de vários batalhões vasculharam casas rurais em busca de pistas e rastros que Lázaro possa ter deixado;

22 de junho: policiais retomam buscas por Lázaro e recebem rádios comunicados do Exército Brasileiro com alcance de 30km. Pela manhã, equipes periciaram um carro que foi encontrado queimado e, à tarde, um lençol e um serrote, que foram encontrados em um local onde o criminoso pode ter se abrigado, em Águas Lindas de Goiás. À noite, um novo cerco foi montado após troca de tiros entre fazendeiro e suposto invasor.

23 de junho: a SSP disponibilizou um aplicativo para que moradores em uma área de 100 km de distância da região de busca possam fazer denúncias ou pedidos de ajuda. Equipes fizeram buscas em áreas de chácara, mas não conseguiram localizar pistas do fugitivo.

24 de junho: a força-tarefa saiu durante a tarde para fazer buscas em uma região de chácaras de girassol. O secretário de segurança, Rodney Miranda, saiu em uma viatura descaracterizada. Helicópteros também sobrevoaram a região.

25 de junho: a operação continuou em buscas pelo fugitivo na mesma região onde o caseiro e o fazendeiro foram presos suspeitos de ajudarem na fuga. O secretário de Segurança, Rodney Miranda, esteve no local para acompanhar.

26 de junho: Uma moradora de Cocalzinho de Goiás contou que atendeu Lázaro Barbosa na padaria em que trabalha, onde ele pediu salgadinhos. A mulher de 32 anos disse que não tem dúvidas de que viu o criminoso..

27 de junho: no início da manhã, um morador denunciou a suspeita de ter visto Lázaro na BR-070, motivando buscas na região. Durante a tarde, policiais encontraram a casa de uma chácara revirada, onde também foi montado um cerco.

28- Lázaro é morto em confronto com a policia em Goiás. 


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *