Notícias

Veja o vídeo com o momento da prisão de um dos suspeitos do assalto em Criciúma

Após o terror causado na cidade de Criciúma na madrugada desta terça(1), a quinta-feira está sendo um dia de muitas prisões. Diversos suspeitos já foram presos por diversas autoridades policiais. A Polícia Civil de São Paulo prendeu uma mulher na cidade de São Paulo, a PRF também fez algumas prisões e nesta quinta-feira(3) a Polícia Civil de Santa Catarina prendeu dois homens em Gramado.

Eles estavam em uma casa que teria sido alugada através de um aplicativo de celular. A polícia conseguiu prender um homem dentro da casa, homem que foi apontado como um dos principais membro do Primeiro Comando da Capital (PCC). E um outro homem tentou fugir por uma mata da região mas foi capturado pelos policias. Veja o vídeo deste momento:

Em determinado momento do vídeo é possível ouvir um dos policiais perguntando sobre o outro suspeito(o que ficou dentro da casa), e o policial afirma que já tinha sido captura na casa. Essas prisões foram confirmadas durante uma coletiva de imprensa que aconteceu nesta manhã: “Durante a tarde de ontem e hoje de madrugada, recebemos a informação de que uma pessoa abordada em SC teria estado neste imóvel. A pessoa localizada dentro da casa, natural de Minas Gerais, seria de uma facção criminosa de São Paulo, conhecida no Brasil e, até, internacionalmente. O outro preso que fugiu e foi pego logo depois no mato”.

O trabalho das autoridade ainda seguirão empenhadas na captura dos outros envolvidos, já que estima-se que um total de 30 criminosos tenham participado diretamente no ataque que realizaram em Criciúma. Além desses, a polícia espera encontrar outros envolvidos que participaram indiretamente no assalto ao dar o suporte e condições para a quadrilha realizar o roubo. O trabalho conjunto entre as forças policias de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e São Paulo tem demonstrado grande sucesso na investigação deste caso.


Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.