Notícias

Urgente: Bolsonaro é transferido as pressas para outro hospital, após exame confirmar algo grave no corpo do presidente

Infelizmente o  presidente Jair Bolsonaro foi diagnosticado com um quadro de obstrução intestinal e vai ser transferido as pressas para São Paulo onde poderá passar por uma cirurgia de emergência nas próximas horas ou dias.

Tudo começou quando hoje de manhã o presidente foi levado para o Hospital das Forças Armadas, em Brasília, após sentir dores abdominais na madrugada. De acordo com o ministro das Comunicações, Fábio Faria, Bolsonaro chegou a ser sedado pela manhã, mas já acordou e pode ser transferido ainda hoje para São Paulo.

A confirmação da obstrução intestinal foi feita pelo cirurgião gástrico Antonio Luiz Macedo, que cuida da saúde do presidente desde as primeiras cirurgias realizadas em 2018.

Hoje o médico foi a Brasília rapidamente para cuidar do presidente e ficará responsável pela avaliação do quadro em São Paulo.

“Após exames realizados no HFA, em Brasília, o Dr. Macedo, médico responsável pelas cirurgias no abdômen do Presidente da República, decorrentes do atentado a faca ocorrido em 2018, constatou uma obstrução intestinal e resolveu levá-lo para São Paulo onde fará exames complementares para definição da necessidade, ou não, de uma cirurgia de emergência”, diz a nota do Ministério das Comunicações.

Na manhã de hoje a assessoria do presidente informou que: ‘’O Presidente da República, Jair Bolsonaro, por orientação de sua equipe médica, deu entrada no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, nesta quarta-feira (14) para a realização de exames para investigar a causa dos soluços. Por orientação médica, o presidente ficará sob observação, no período de 24 a 48 horas, não necessariamente no hospital. Ele está animado e passa bem. Secretaria Especial de Comunicação Social.’’ Disse a nota da  Secom/MCom.

Vale lembrar que no fim da manhã de hoje o ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, informou que que Jair Bolsonaro estava “bem” e ficaria “apenas em observação”.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.