Notícias

Presidente da Caixa anuncia mudanças no aplicativo do Caixa Tem, depois de reclamações sobre o app do Auxílio Emergencial

O auxílio emergencial foi criado pelo Governo Federal para ajudar aqueles que estão sentindo dificuldade ou tiveram baixo rendimento em sua renda mensal, por conta do fechamento do comércio e outras atividades laborais devido às medidas de enfrentamento da covid-19, como o isolamento social.

Milhões de trabalhadores informais e famílias de baixa renda se inscreveram no programa do auxílio emergencial e foram aprovados. Os primeiros beneficiários já receberam a primeira, a segunda e estão recebendo a terceira parcela de R$ 600,00, como foi garantido pelo Estado.

Agora, entretanto, o benefício foi prorrogado em mais dois meses, os quais se referem a quarta e quinta parcela. E, segundo o presidente Jair Bolsonaro, o programa emergencial não deve se estender além disso, pois, como justificou, o Brasil está ficando endividado na manutenção do auxílio.

As queixas dos internautas quanto ao programa e principalmente o aplicativo têm sido presentes nas redes sociais. São criticadas falhas como instabilidade e erros no aplicativo da Caixa. Muitos inclusive relataram que o pagamento chegava a sumir temporariamente de sua conta digital, do local onde o beneficiário acompanha seu histórico e extratos do auxílio.

Outros reclamam das grandes filas nas agências da Caixa espalhados pelo Brasil e, somado às falhas do app, o estresse dos beneficiários só aumenta. Por conta disso, a CEF anunciou nesta terça-feira, dia 07 de julho,  mudanças para tentar amenizar os problemas.

A Caixa afirmou que a partir de agora as sessões virtuais terão duração de 72 horas, com a ampliação da validade da sessão do aplicativo Caixa Tem. O presidente Pedro Guimarães espera evitar que trabalhadores fiquem na fila do app mais de uma vez.

Fora isso, o aplicativo Caixa Tem continua disponível 24 horas, todos os dias da semana, até mesmo em domingos e feriados, para que os beneficiários consigam efetivar suas operações com tranquilidade e evitem procurar as agências bancárias.


Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.