Notícias

Pantanal: José Lucas tenta abusar de Juma, mas é surpreendido por Maria Marruá em cena emocionante; veja


Em Pantanal, Maria Marruá (Juliana Paes) vai voltar para salvar a filha de uma violência. Nos próximos capítulos da novela, em exibição na Globo, a finada retorna na forma de onça para livrar Juma (Alanis Guillen) das garras de José Lucas (Irandhir Santos), que, enlouquecido, vai tentar roubar um beijo da jovem à força.

Nas próximas semanas de Pantanal, José Lucas ficará ainda mais envolvido por Juma. A moça vai demonstrar um misto de hostilidade e desejo pelo peão em meio à crise de seu namoro com Jove (Jesuíta Barbosa). Certo dia, o primogênito de José Leôncio (Marcos Palmeira) irá à tapera para pedir um beijo de sua paixão.

No capítulo que vai ao ar em 8 de julho, José Lucas tenta levar Juma à força da tapera, e Maria Marruá aparece na forma de onça para proteger a filha. A aparição terá a ajuda do Velho do Rio (Osmar Prado), que surge repentinamente para convencer o neto a ir embora da tapera e deixar a amiga de Muda (Bella Campos) em paz.

Saiba como foi ataque de José Lucas a Juma na primeira versão de Pantanal

Na primeira versão de Pantanal, que foi ao ar na Manchete em 1990, José Lucas tenta abusar de Juma. “Já conversamos demais… Vai embora, anda!”, diz a moça após receber a visita indesejada em sua tapera. Disposto a abusar da moça, o irmão de Tadeu (José Loreto) então diz à amada que nada importa na vida a não ser ela.

“Eu não quero a riqueza do meu pai, não. Não quero nada que é dos meus irmãos. De tudo que eu vi aqui, eu só queria você”, dispara José Lucas. Quando o rapaz tenta se aproximar, a moça faz uma ameaça: “Você não me rela, senão eu lhe mordo!”.

José Lucas não ficará intimidado com a ameaça: “Você pode me morder, pode arrancar minhas orelhas… Pode até virar onça se você quiser, mas eu vou dar um beijo na sua boca”. Juma então foge, mas o abusador vai atrás dela.

Os dois caem no chão, e o crápula pede que a mulher-onça se renda a ele. Diante da negativa de Juma em beijá-lo, José Lucas decreta: “Então vamos morrer os dois aqui”. Nem mesmo a ameaça de que a filha de Maria Marruá vai virar onça detém o rapaz, disposto a tudo para possuir a pantaneira.

O cafajeste só para com a chegada do Velho do Rio, que impede o estupro de sua protegida. “Não vê que ela não lhe quer? Vá embora! Monta no seu cavalo e vá embora!”, exige a entidade. Em seguida, o encantado ajuda Juma a se levantar e a abraça, servindo de consolo para a jovem traumatizada.


Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.