Notícias

Pai de Henry Borel canta a última música do filho e Monique precisa ser consolada aos prantos. Veja no vídeo

O primeiro dia de audiência sobre o caso Henry Borel tem trazido novos episódios ao caso. Nesta quarta-feira (6), a morte do menino voltou a ser notícia em todo o país, pois começou uma série de audiências que visa esclarecer tudo o que aconteceu e descobrir quem foi ou foram os culpados pela morte da criança.

Durante o depoimento, marcado por polêmicas, os pais do menino Henry choraram juntos na audiência que procura apurar os culpados pelo assassinato. Leniel Borel levou a ex-companheira às lágrimas ao relatar quais foram os últimos momentos do filho.

O homem disse que quando foi colocar o filho para dormir, poucos dias antes de ele morrer, o menino cantou uma música católica para ele. “Mãezinha do céu, eu não sei rezar / Quero dizer que quero te amar / Azul é seu manto, branco é seu véu / Mãezinha, eu quero te ver lá no céu”, dizia o trecho cantado por Leniel.

Enquanto cantava, ele se emocionou muito, assim como Monique que foi aos prantos e precisou ser consolada por seu advogado, Hugo Novais. Ela precisou de um lenço para se recompor.

Outro momento de forte comoção foi quando Leniel contou que o menino não queria ir para casa com a mãe, mas o pai disse para ele ir sim, pois ela era uma pessoa boa. Novamente Monique fecha os olhos e chora.

Durante esses fatos, o ex-casal não se olhou em nenhum momento. Monique mostrou-se indignada com o depoimento, então a partir desse ponto ela começou a olhar para o ex-companheiro. Ela chora mais uma vez, quando Leniel começa a relatar a madrugada da morte da criança.


Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.