Notícias

Lula sofre perda irreparável na família

O ano de 2020 está sendo marcado principalmente pela pandemia do coronavírus e as diversas mortes decorrentes do vírus. Apenas no Brasil, o número de mortes já contabilizam mais de 157 mil vítimas.

Diversos brasileiros foram impactadas com alguma morte na família. E hoje, foi divulgado pela assessoria de imprensa do ex-presidente Lula que ele teve uma terrível perda familiar no dia de hoje.

Através de um comunicado feito nas redes sociais, o ex-presidente Lula anunciou o falecimento de Vani Terezinha Ferreira aos 80 anos na cidade de São Bernardo do Campo(SP). Vani era sogra do ex-presidente.

Ainda de acordo com a nota, Vani morreu nesta quinta-feira(28) devido às complicações consequentes da covid-19.

De acordo com o comunicado: “Dona Vani havia contraído o covid após precisar por uma internação durante um episódio de infecção urinária. Ela é mais umas milhares de vítimas brasileiras dessa doença terrível”.

A nota que foi veiculada nos “stories” da conta oficial do ex-presidente ainda dizia: “Por conta da pandemia não haverá velório e a família, nesse momento de tristeza, agradece o respeito à sua privacidade.

Todos que conviviam com Dona Vani, inclusive Rosângela Silva e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, fizeram vários testes para covid-19 nas últimas semanas, desde que a doença de Dona Vani foi diagnosticada. Todos os testes deram resultado negativo”

Vani Terezinha morava com a filha, Janja, e com Lula, sendo cuidada pelo casal em São Bernardo do Campo.

O ex-presidente Lula, ocupou o maior cargo da república brasileira durante 8 anos entre 2003 e 2011 quando foi sucedido por sua aliada Dilma Rousseff.

A partir do ano de 2016 a vida de Lula se tornou conturbada já que ele se tornou alvo de diversas acusações. Um dos pontos centrais da investigação seria o fato de que a construtora OAS teria reservado um apartamento tríplex no Guarujá e pagado a reforma do mesmo para a família de Lula.

Em 2017, Lula foi condenado a nove anos e seis meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. Após condenação em segunda instância Lula teve sua prisão decretada e entregou-se à Polícia Federal em 2018.

Foi solto em 2019 pelo STF após ser decidido que a execução da pena só deveria ocorrer com o trânsito em julgado da sentença.


Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.