Notícias

Grávida pela quarta vez, mãe de 22 anos alimenta os filhos com água suja e farinha

O Brasil é um dos países que mais tem pessoas na linha da pobreza e miséria no mundo. Milhares de brasileiros passam dificuldades e precisam recorrer a ajuda de governos ou de pessoas próximas para garantir o mínimo para a sobrevivência, mas infelizmente nem todas as pessoas tem esse tipo de acesso e precisam passar por situações lamentáveis.

De acordo com estatísticas levantadas pelo IBGE, mais de 7 milhões de pessoas não tem o que comer o Brasil. Muitos desses casos acontece na região rural de Belágua, que fica no Maranhão. Muitas pessoas só tem farinha e água suja para oferecer como refeição para sua família.

Essa área rural do estado do Maranhão tem mais de 7 mil habitantes e segundo informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, cada família está recebendo uma renda mensal de apenas 146 reais em média. Porém, a realidade de muitas famílias pode ser ainda pior.

Uma mulher de nome Adelaide e seu marido, Raimundo, estão na luta para dar de comer aos seus filhos Ricardo, de 2 anos de idade e Amanda, de 5 meses, que não param de chorar de fome. O esposo de Adelaide está sem emprego e não sabe mais o que fazer, ele tem tentado pescar para trazer alimento para casa, mas nem isso está conseguindo. Na geladeira deles só há garrafas de água.

Outra situação bastante triste é de Maria José, de apenas 22 anos de idade, que está em sua quarta gestação. O marido dela está plantando mandioca para que eles possam fazer farinha. O mais triste ainda é que para molhar a farinha e dar de comer aos três filhos, a jovem está usando água suja, uma vez que não tem água limpa nem para isso.

A mulher conta que tem dia que nem tem farinha para dar aos filhos, nesse caso toda a família se alimenta apenas de café puro.

Acompanhe a reportagem abaixo:


Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.