Notícias

Coube ao pai reconhecer os corpos dos meninos mortos pela mãe; detalhes do crime são chocolates

Os corpos do pequeno Arthur Moisés, de apenas 3 anos de idade e de Bruno Leonardo de 6, já estão no IML – Instituto Médico Legal, de Guapimirim, na Baixada Fluminense, Rio de Janeiro.

A Polícia Civil de Guapimirim foi acionada a pedido do pai das crianças assassinadas, quando este chegou em sua casa e encontrou a esposa na sala, com os pulsos cortados.

O pai dos meninos foi chamado pela mulher, que dizia ter matado os filhos e que iria tirar sua própria vida, em total desespero ele foi rapidamente para casa, arrombou o portão e se deparou com uma cena chocante, com muito sangue pela casa e a mulher de 36 anos com os pulsos cortados.

Quando os agente policiais chegaram na residência, encontrou os corpos dos meninos em suas respectivas camas, já sem sinais vitais, no mesmo instante, a mãe deles, Stephany Ferreira Peixoto, foi conduzida ao hospital pela equipe do SAMU e escolta policial.

Muito abalado, o pai das crianças fez o reconhecimento dos corpos dos filhos na manhã de hoje, terça-feira, dia 11 de janeiro, sem condições de dar entrevista, ele apenas disse: “não tenho forças.”

A arma do crime, um faca foi apreendida pelos policiais na casa onde tudo aconteceu, os investigadores irão ouvir familiares e amigos próximos de Stephany para tentarem desvendar o que teria motivado o crime que acabou com a vida de duas crianças indefesas e cheias de vida.


Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.