Notícias

Caseiro abre o jogo e revela detalhes a polícia de como o patrão acobertava Lázaro Barbosa: ‘era ameaçado para não contar’

Foram presas na noite dessa quinta-feira duas pessoas acusadas de acobertar a fuga do serial killer Lázaro. Nessa madrugada a policia ouviu o depoimento dos dois.

Para polícia o empregado de Almir disse que trabalha no local há 21 dias e que desde o dia 18 de junho tem ordens de não deixar policiais entrar na fazenda. Enquanto trabalhava ele passou a ouvir o fazendeiro chamar por Lázaro na hora do almoço.

O funcionário contou que na noite do mesmo dia, viu Lázaro na área da churrasqueira, mancando e, logo depois, foi para uma área de mata. Ao perguntar seu patrão quem era, ele respondeu que o caseiro estava tendo alucinações.

O homem que não trabalha durante o fim de semana viu na segunda-feira (21) que Lázaro teria voltado, pois estava faltando leite e pão. O caseiro também revelou a polícia que sofria ameaça de Lázaro para não contar.

O advogado Ilvan Silva Barbosa negou que os presos tenham qualquer ligação com Lázaro Barbosa. “O caseiro fala que, provavelmente, pode ter visto uma pessoa parecida com o Lázaro. Já o proprietário disse que nunca o viu e não tem contato nenhum com Lázaro”, disse.

Em coletiva após a prisão dos suspeitos, o secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda, falou sobre a prisão.

“Prendemos duas pessoas que estavam auxiliando ele nas fugas, principalmente a se esconder da ação policial. Eles estão sendo autuados agora por porte ilegal de arma de fogo e por facilitação da fuga. […] Uma pessoa, testemunha, o viu [Lázaro] e depois, na entrevista que nós fizemos com os dois que estão sendo autuados, os dois confirmaram que ele estava realmente lá e que ele passou as últimas noites lá”, disse.

A polícia apreendeu armas e munições no local. E a credita que pode ter sido usada por Lázaro.

“Uma das armas inclusive é a arma que foi vista, que ele furtou possivelmente em uma das residências, uma garrucha calibre 22, com 50 munições. Ele foi visto em algumas propriedades com essa garrucha na mão, com essa arma, uma espingardinha”, disse o secretário.


Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.